SELO DE ORIGEM AGROECOLÓGICO

O SELO

O Selo de Origem Agroecológico nasce da necessidade de estimularmos a produção de alimentos agroecológicos, promovendo a saúde dos produtores e dos consumidores e criando uma relação mais sustentável do ponto de vista econômico e ecológico nas comunidades rurais do município de alpestre.

O selo nasce da necessidade de certificar produtos com sua referência geográfica, maneira ecológica da sua produção e manejo, e o processo ético que envolveu as relações de trabalho e comercialização entre todos os atores e agentes do processo.

O selo ALPESTRE AGROECO pretende estimular novas famílias de produtores rurais a entrarem nesse movimento de transição agroecológica.

POR QUE NÃO UM SELO ORGÂNICO?

Porque além de ser um processo bem mais complexo, rigoroso e caro, entendemos que não podemos ficar refém das grandes empresas certificadoras e tampouco acreditamos que o discurso e a prática do orgânico contemplam a discussão politica e ideológica que é realmente o fator que interfere no âmago do paradigma da produção com agrotóxico e os pacotes tecnológicos do agronegócio.

O selo de origem agroecológico não se preocupa somente com a qualidade e idoneidade do produto que será comercializado, mas também com a saúde dos agricultores, bem como o papel protagonista da mulher e dos jovens nos processos de decisão.

Acreditamos que para alcançarmos o horizonte de uma produção verdadeiramente orgânica, em todos os sentidos desse conceito, precisamos de uma transição que vai não somente da forma de produzir mas uma transição dos paradigmas e das ideologias que sustentam os velhos paradigmas de produção.

Com esta perspectiva estamos focando na emancipação das famílias de produtores e dos indivíduos envolvidos nessas realidades agrícolas, para a partir disso chegarmos num produto de qualidade, que será reflexo da qualidade de vida e de uma consciência politica emancipada que cria espaço e condições no modelo de produção para que os produtos cada vez mais alcancem o status de “orgânico”, ou seja não é focando o trabalho apenas no produto final, e sim focando no produtor familiar rural e na dialética “produtor/produto”.

OBJETIVO

Oferecer um produto agroecológico de qualidade baseado nas 3 éticas da Permacultura : cuidado da terra, cuidado das pessoas e partilha justa, proporcionando uma relação comercial honesta entre consumidores de produtos saudáveis e ecológicos com agricultores familiares que estão no movimento de transição agroecológica para chegar ao horizonte da produção orgânica.

METAS

- Selo com lote de código de rastreabilidade que permitirá saber de qual propriedade e região do município e de Alpestre ele foi derivado, bem como acompanhar o status do produtor em relação ao selo (ativo/ inativo).

- Testes periódicos de laboratório nos produtos para garantir a lisura do processo e a qualidade do produto.

- Apresentação pública de laudos e relatórios

- Visitas periódicas de inspeção para garantir a ausência do agrotóxico e de seu uso nas culturas agroecológicas.

- Atender famílias de produtores rurais do município de Alpestre com capacitações, seminários, troca de sementes, feiras deeconomia solidária e visitas técnicas.

- Criar uma rede social de produtores agroecológicos através do Selo de Origem ALPESTRE AGROECO.

- Fomentar a produção de novos produtos e atividades para suprir as demandas do novo mercado da sustentabilidade e da Agroecologia.

- Fomentar a economia local e difundir os produtos e projetos em feiras municipais e regionais.

METODOLOGIA

A metodologia do selo nasceu das discussões de vários técnicos e produtores preocupados com fomento da produção agroecológica no município de Alpestre. O objetivo inicial era sistematizar uma forma de dar visibilidade àqueles produtores que tinham vontade de desenvolver uma produção orgânica, mas que não tinham a possibilidade de ter acesso a certificação e aos mercados orgânicos tradicionais.

- Serão cadastradas as famílias que inicialmente já possuem iniciativas de produção agroecológica.

- Serão escolhidos alguns produtos com potencial de comercialização, segundo vocação do produtor e potencial de sucesso no cultivo.

- Criação de calendário de capacitação entre agricultores e técnicos das instituições mantenedoras do Selo ALPESTRE AGROECO.

- Organização do Calendário de Plantios, Manejos, acompanhamento técnico e auditorias.

- Certificação das propriedades e dos produtos que cumprem todos os critérios de participação do Selo ALPESTRE AGROECO.

- Fomentar a economia local e difundir os produtos e projetos em feiras municipais e regionais.